Parceria e Troca de Links Ainda é Eficaz?


A resposta é: Sim. Ainda funciona, mas tudo depende de onde é colocado o link.

Sabemos que ter um site com relevância, com conteúdo único, um bom número de backlinks recebidos, compartilhamentos em mídias sociais e boa autoridade de domínio é fundamental para um bom posicionamento na busca do Google.

Unir esses fatores é uma ação importante para a conquista das primeiras posições.

Devido à sua importância, backlinks são um dos principais alvos de webmasters que querem subir rapidamente no posicionamento dos mecanismos de busca. A indústria de troca de links é muito forte fora do Brasil. Webmasters procuram ativamente trocar links com outros sites, algo como “eu aponto para você e você aponta para mim”.

Com isso, sites ganham um grande número de backlinks e aumentam sua importância perante os mecanismos de busca.

Uma troca “natural” de links é saudável para a internet e para buscadores, pois ajuda a identificar sites que sejam a autoridade em algum tópico (ou palavra-chave, se pensarmos como o Google pensa).

Links de sites de paraquedismo apontados para sites de bengalas para idosos, por outro lado, não agregam em nada e têm o simples propósito de aumentar a quantidade de links apontados para um determinado site.

Existe, inclusive, sites na internet especializados em intermediar a troca de links com todos os tipos de sites. (não recomendo)

FIQUE ATENTO!

Antes de tudo é válido saber que o Google tem um conjunto de diretrizes de qualidade, e é necessário estar dentro delas. Uma das diretrizes diz que não é correto participar de esquemas de link, e a maior parte das estratégias de link building se encaixam nessa diretriz.

Se for na sidebar, tipo uma seção “parceiros”, o poder é bem baixo, mas se conseguir descolar um link no meio do conteúdo, e dar um de volta no mesmo estilo, é bem melhor.

Isso funciona por um motivo: é natural blogueiros linkarem para amigos que possuam um conteúdo bacana, sem qualquer intenção de infringir as regras do Google.

Os maiores blogs do mundo fazem isso. Então não é simples pro google para caracterizar “troca de links”.

Somente tome cuidado para todos seus backlinks não serem provenientes de trocas, aí pode azedar.