Conheça 5 Mitos de Marketing de Conteúdo para 2019


Mito 1 – Marketing de Conteúdo é para falar do meu produto

O marketing de conteúdo se fortaleceu, com o nascimento do conceito do Google de ZMOT (Zero Moment of Truth) de 2011, no qual o principal paradigma é que o consumidor se comporta de maneira diferente atualmente, pesquisando os produtos na web antes de adquirí-los.

Contudo, apesar de pesquisar o produto, o cliente está nesse momento centrado em seu problema, ao invés de uma solução específica. Trata-se do momento em que ele está formando uma idéia sobre como resolver o seu problema.

O principal objetivo do marketing de conteúdo, é aparecer nesse momento para o cliente, como menciona o artigo da resultados digitais. Falando das “dores” do seu cliente, mostrando empatia e diferentes paradigmas para resolver esse problema é como você cativa esse cliente.

Evidentemente que o seu produto fará parte do contexto.

Mito 2 – Quanto mais eu publicar textos, mais chances tenho de aparecer

Na verdade não, a qualidade dos seus textos e o impacto positivo para o cliente é que vão definir os seus níveis de relevância. Publicado seu texto em um blog ou gerado o e-book, alguns dias depois o seu material começa a aparecer para o consumo do público online.

Como é o comportamento do “cliente” que acessa seu texto?

Ele acessa e volta para o Google imediatamente, refazendo a busca? Ou ele permanece no seu blog navegando por outros artigos correlacionados e interessantes. Esse indicador demonstra o grau de afinidade que o público teve com seu texto e a tendência é que continue acessando mais materiais.

O recado é, crie textos relevantes para o seu público final, que resolvam um problema e você será efetivo no online.

Mito 3 – Meu artigo não aparece porque não tem tags

Há um artigo muito interessante de uma fonte confiável de SEO (moz.com) que reporta quais tags ainda interessam no SEO. Era comum no passado (antes dos tempos da web semântica), uma tag html chamada meta tag keywords.

Bom, muitos profissionais ainda adicionam meta tag keywords em textos de blog ou em suas páginas web. Talvez pelo costume, muitos profissionais ainda a colocam, mas ela é 100% irrelevante.

Se por algum motivo, você estiver usando uma ferramenta que automaticamente inclua as tags, você não deve ter o trabalho de removê-la, contudo, você não deve gastar um minuto do seu tempo incluindo essas tags no seu website.

Mito 4 – Eu devo escrever artigos longos (ou muitos artigos curtos) para atrair público

A resposta é um “depende”, uma pesquisa feita pela Hubspot em conteúdos americanos mostra que na área de marketing digital nos Estados Unidos, os artigos que mais atraíram foram os que tinham entre 2250-2500 palavras.

Temos que levar em conta que o Google tenta levar o conteúdo de maior relevância para o seu público final. Nesse contexto, o artigo deve estar bem estruturado, bem escrito, sem erros de português e sobretudo relevante para o público que procura o assunto.

Apesar dessa referência da Hubspot ser válida, o fato é que dependendo da área de atuação da empresa, a disponibilidade de boas referências pode ser tão limitada que artigos com informações parciais sejam exibidos no topo.

Contudo, a partir do momento em que a oferta de informação prospera, artigos mais completos tendem a performar melhor.

Mito 5 – Posso copiar e colar artigos de outros sites

Quando se apresenta o marketing de conteúdo para algumas empresas, uma idéia “pula” imediatamente na mente. Copiar e colar artigos relevantes da concorrência ou das notícias no geral, relacionado com o meu negócio.

Apesar de haverem opiniões diferentes na web, é relativamente aceito que o conteúdo duplicado causa danos ao website ou ao blog. Isso porque, raramente os mecanismos de busca vão mostrar múltiplos links do mesmo conteúdo, e vão focar na versão que deve ser o melhor conteúdo.

Tendem a aparecer o site que possui maior autoridade, nesses casos de conteúdo duplicado.

Na prática, a idéia deve ser gerar um conteúdo original e que agregue valor para o cliente final, vinculado ao negócio da empresa.

 

Gostou? Então Compartilhe!

[DISPLAY_ULTIMATE_SOCIAL_ICONS]