Início / Branding / 4 Lições Sobre Branding Que Você Não Vai Aprender na Faculdade!

4 Lições Sobre Branding Que Você Não Vai Aprender na Faculdade!

Infelizmente, pelo caminho existem alguns erros que são fáceis de serem cometidos durante esse processo.

Aqui estão alguns erros comuns que novos empreendedores cometem a respeito desse processo. Evite-os a qualquer custo.

1. Você não tem um entendimento claro do que a sua marca representa.

Empresário e famoso investidor no programa de TV Shark Tank, Daymond John conhece alguma coisa sobre escolha da marca. O negócio que ele começou, FUBU, tem sido um sucesso, e alcançou a casa dos $6 bilhões.

Um artigo na revista Entrepreneur discutiu o que John considera ser “O erro mais comum e prejudicial na escolha e divulgação da marca” que é “não ter um entendimento definitivo sobre o que a sua marca representa”.

Se você se livrar de todo o resto, sobre o que é a sua marca? Qual é o seu propósito primário? Pelo o que você quer ser conhecido?

Se você não sabe explicar esse ponto básico, então você está longe de um começo formidável. Se você tem uma vaga ideia do que você quer fazer ou expressar, não é suficiente.

A melhor maneira de definir a sua identidade é escolher uma frase curta que defina o seu negócio. Grandes marcas são apoiadas por um esforço inequívoco para alguma coisa. Identifique-a, exija-a, diga-a, e você estará pronto para começar.

2. Você escolhe um nome incoerente para o seu domínio.

Assim que você que você escolher o nome do seu domínio, você está meio que preso a ele.

Obviamente, você pode sempre escolher um novo nome e redirecionar os antigos visitantes para o novo domínio, mas isso é incomodo. É importante escolher um bom nome para o seu domínio enquanto você está criando o nome e a identidade do seu negócio.

Um bom nome para um domínio tem as seguintes características:

  • Tem o mesmo nome do negócio, ou o mais próximo possível;
  • É memorável;
  • É curto;
  • É importante para o produto comercial ou serviço;
  • “É simples, termina com “.com” e não tem hífen ou elementos ambíguos.

3. Você não prioriza o serviço ao consumidor.

Jason Fried, o empreendedor e fundador da Basecamp, disse o seguinte sobre serviço ao consumidor:

“A melhor característica de um produto deve realmente ser o seu serviço de atendimento ao consumidor”

Seja qual for o produto ou serviço que você ofereça, existe uma coisa que você não pode negligenciar – o serviço de atendimento ao consumidor.

Vamos tomar as redes sociais como exemplo. As redes sociais são o novo 0800 e centro de atendimento ao cliente. O que você diz nas redes sociais estará lá para sempre. As pessoas vão comentar, responder, zombar ou maldizer.

Bank of America aprendeu isso da maneira difícil.

Quando o escândalo público veio à tona, internautas enfurecidos encaminharam suas reclamações ao Bank of America, @BofA_Help. O sistema do Twitter do Bank of America automaticamente os respondeu com perguntas prontas sobre atendimento ao cliente, o que só serviu para enfurecer ainda mais o público.

Os problemas do Bank of America eram mais graves do que usar um sistema de respostas automáticas no Twitter. O problema deles se originou de uma incapacidade de direcionar o serviço de atendimento ao cliente na opção adequada.

Muitas outras empresas cometem o mesmo erro. O que eles não percebem é que as suas marcas vivem ou morrem baseado na qualidade do serviço de atendimento ao consumidor. O produto pode ser impecável. O site maravilhoso. A logo brilhante.

Mas se o serviço de atendimento ao consumidor não for bom, então a marca toda é avaliada como sendo sem valor.

Se você falhar no serviço de atendimento ao consumidor, sua marca está perdida. “- Essa é a característica intangível desse processo que você não deve jamais ignorar”.

4. Você se cala.

Como uma marca, você é o que você diz e faz.

De fato, um dos maiores erros em relação à divulgação da sua marca que você pode cometer é não dizer nada. A melhor maneira de formar e construir sua marca é produzindo conteúdo.

Para realmente ter sucesso, você precisa produzir conteúdo regularmente. O marketing de conteúdo e de divulgação da sua marca andam lado a lado. Aqui estão três lugares onde você deve estar ativo.

  • E-mail: E-mail ainda é a maior fonte de orientação e comunicação para a maioria dos negócios. Se você tem uma lista de e-mails, mantenha-la ativa com atualizações regulares.
  • Blog: Não deixe passar de uma semana sem um novo artigo, de alguma forma.
  • Rede social: Se você ficar em silêncio nas redes sociais, a sua marca será esquecida. Esteja ativo em todos os canais de redes sociais.

Conclusão…

Eu temo que a criação e divulgação da marca seja uma grande questão negligenciada para muitos startups. Com todo o interesse em growth hacking, conteúdo de marketing, domínio móvel e rede social, o velho processo de criar e divulgar a marca tenha sido deixado de lado.
É hora de trazer isso de volta. Como eu mencionei acima, a criação e divulgação da sua marca inclui tudo o que você diz e faz. Isso é grande demais pra ser ignorado, e importante demais para ser negligenciado. Mantenha-a afiada e poderosa evitando essas quatro armadilhas.

Sobre Rafael Mendes

Gestor de Marketing Digital e Desenvolvedor Web (PHP). Focado em Usabilidade e Criação de Peças Publicitárias.

Leia também...

Quais são as Tendências de Mobile Marketing?

Cada vez mais é comum as pessoas dependerem do Smartphone para se manterem informadas e …