13 Estratégias de SEO Indispensáveis para o seu Site

estrategia-de-seo-midiasweb

Estima-se que o Google utiliza mais de 250 variáveis para determinar o posicionamento de uma página. Esses fatores compõem o algoritmo orgânico, um segredo empresarial tão bem guardando quanto a fórmula da Coca-Cola.

1* Planeje

É comum nos depararmos com projetos cujo foco está apenas no posicionamento das palavras-chave. Esse é um indício claro de que não houve um planejamento estratégico para a campanha.

2* Planejamento Estratégico

Utilizando um conceito básico da administração de empresas, o planejamento estratégico inicial de SEO (Otimização para Motores de Busca) tem como objetivo definir as estratégias de curto, médio e longo prazo, assim como as metas de curto, médio e longo prazo.

Tenha claro quais são os objetivos do seu negócio ou do negócio do seu cliente. Defina como o SEO irá ajudá-lo a alcança-los. Mapeie todas as deficiências técnicas e as não conformidades com as diretrizes de qualidade do Google.

Faça um mapa do cenário atual, para comparativos futuros e não esqueça de documentar tudo.

3* Planejamento Tático

Outra situação corriqueira é ver projetos de SEO fracassarem porque não houve um plano tático bem definido ou até mesmo porque não houve um.

Nesse caso é essencial um plano de ação com todas as estratégias e melhorias definidas no planejamento estratégico. Ao criar seu plano de ação organize as tarefas por ordem de prioridade. Uma dica simples é priorizar as tarefas de acordo com a complexidade de execução e o impacto nos resultados.

Por exemplo, corrigir erros no sitemap.xml e aumentar o número de páginas indexadas. Criar e enviar um sitemap.xml ao Google por meio do Search Console leva menos que meia hora dependendo do tamanho do site.

4* Planejamento Operacional

Quem faz o quê e em quanto tempo?

Quantas vezes você não escutou alguém dizer: mas eu já enviei ao cliente e ele não implementou. Quem é de agência sabe muito bem do que estou falando.

Se os prazos e os responsáveis das tarefas não estiverem bem definidos os resultados nunca virão. Portanto, defina os responsáveis e as datas de entregas para cada tarefa.

– Em 10 anos de profissão eu já utilizei vários métodos para garantir que tarefas definidas fossem implementadas corretamente.

Não importa como, seja com uma ferramenta de gerenciamento de projetos ou planilhas de excel, contanto que fique claro quem e quando uma tarefa deve ser entregue.

5* Defina seu público-alvo

É importante ressaltar que se você não executar essa estratégia com perfeição a efetividade das próximas ações serão comprometidas. Existem várias ferramentas gratuitas que podem ajudá-lo a definir as personas do seu público-alvo.

6* Escolha as palavras-chave mais importantes

Popularmente conhecida no meio do SEO como pesquisa de palavras-chave. Com auxílio de ferramentas como Keyword Planner do Google, Ubersuggest.io e Google Trends, defina as palavras mais buscadas relacionadas aos seus produtos e serviços mais buscadas. Selecione as mais relevantes com base nas personas e suas jornadas de compra.

7* Priorize as palavras de cauda longa (long tail keywords)

Eu considero esse ponto mais um hack de SEO do que uma estratégia. Com base na jornada de compra do seu cliente, defina grupos de palavras para cada etapa do funil. Quanto mais próxima da conversão, mais especifica é a palavra-chave.

Palavras muito especificas geralmente são mais longas, daí o nome palavras-chave de cauda longa (long tail keywords). Geralmente, são termos com baixo volume pesquisa, mas alta probabilidade de conversão. Sem contar que são mais fáceis de posicionar no topo dos resultados orgânicos do Google em um curto período de tempo.

8* Faça curadoria de conteúdo

Fazer curadoria do conteúdo previamente publicado é outra estratégia que pode ser considerada um hack. Comece identificando as páginas com maior potencial de gerar tráfego qualificado ao site e consequentemente conversões.

Para essa tarefa recomendo uma das minhas ferramentas de SEO favoritas: a SEMRUSH. Utilizando o gráfico de distribuição de posição orgânica, selecione as palavras-chave que estão entre as posições orgânicas 11 e 20 e otimize as respectivas páginas.

Com auxílio do Google Analytics mapeie as páginas com taxa de rejeição acima de 90%. No Search Console, identifique as páginas com posicionamento médio acima de 10, com mais de 1.000 impressões e taxa de cliques (CTR) abaixo de 2%.

9* Otimize o código fonte

Da organização das tags à semântica, otimizar o código fonte é tarefa obrigatória. Atualmente há um arsenal de ferramentas que podem auxiliá-lo a identificar o que precisa ser otimizado no código de um site para que ele se torne mais “Google Friendly”.

Confira a lista abaixo:

10* Reduza o tempo de carregamento das páginas

Diretamente relacionada à estratégia anterior, um código limpo e bem estruturado ajuda a reduzir o tempo de carregamento, mas existem outros elementos que precisam ser otimizados para que as páginas de um site abram em menos de 2 segundos, tal como recomendado pelo Google.

Ferramentas como o PageSpeed Insights do Google, Webpagetest.org e GTmetrix, além de avaliar o tempo de carregamento das páginas, sugerem melhorias de forma bem detalhada. Se não você não manja de programação vai precisar da ajuda de um programador.

11* Organize as heading tags de forma hierárquica

Também diretamente relacionada à otimização do código, mas devido a sua importância na otimização de uma página, acho importante tratar as heading tags de forma independente.

Entretanto, é relativamente simples otimiza-las. Defina quais são os principais templates de páginas do site. Exemplo: Home, Categorias e Produtos. Para cada tipo de página defina as heading tags de forma hierárquica, sempre lembrando dos seguintes pontos:

  • Apenas uma H1 por página
  • H1 sempre no título da página. Ex: Nome do produto
  • H2 em subtítulos. Ex: linhas finas
  • H3 em intertítulos: Ex: cada uma das estratégias deste artigo
  • Não utilizar heading tags em elementos que não estão relacionados ao conteúdo principal da página. Ex: em rodapés e menus de navegação

12* Otimize o conteúdo textual

Além do óbvio, que é repetir as palavras-chave relevantes e suas variáveis na página. A correta otimização do conteúdo deve levar em consideração as personas para a qual ele foi produzido. No caso de produtos e serviços é importante deixar os diferenciais bem definidos e utilizar “calls to action” claros e objetivos . Algumas perguntas podem ajudá-lo a otimizar melhor as páginas de um site:

  • O conteúdo responde todas as possíveis dúvidas?
  • A mensagem é clara e objetiva?
  • Passa impressão de que foi escrito com autoridade?
  • É melhor que os 10 primeiros resultados orgânicos do Google para pesquisas relacionadas ao tópico em questão?
  • Se todas as respostas foram sim parabéns, você provavelmente já está colhendo bons resultados com SEO.

13* Mobilize-se

Decidi utilizar um termo cunhado no meio do marketing digital brasileiro por um grande amigo meu, o João Paulo de Oliveira da Apiki, os caras são autoridade quando o assunto é WordPress, mas levam o mobile muito a sério. E se você ainda não leva, deveria.

É de conhecimento geral que o Google favorece sites compatíveis com dispositivos móveis, ou seja, sites responsivos ou mobile. Mas essa é apenas a ponta do iceberg quando falamos de SEO para Mobile.

Cada vez mais usuários acessam a internet em seus smartphones e tablets. Desde 2015 as pesquisas em dispositivos móveis ultrapassaram as realizadas em desktops. É cada vez mais comum analisar o tráfego de sites cuja relação mobile versus desktop é da proporção de 70 para 30, ou seja, 70 por cento do tráfego provém de mobile.

Portanto, além de um site ser mobile ele precisa oferecer uma experiência única de navegação, diagramação do conteúdo e claro performance.

 

Gostou? Então, Compartilhe!
Facebook
Facebook
Google+
http://www.blog.midiasweb.com/13-estrategias-de-seo-indispensaveis-para-o-seu-site/
Pinterest
LinkedIn